sábado, 27 de novembro de 2010

Raio danifica iluminação e voo é cancelado em Dourados

Fonte: MidiaMaxNews - MS

O avião da Trip que sairia às 5 horas da manhã de Dourados com destino final à Belo Horizonte foi cancelado por problemas no balizamento (material usado para a iluminação da pista). Segundo informou o assessor da administração do aeroporto municipal, Ian Galvão Rocha, o problema já foi sanado.

“Um raio danificou a iluminação aeroportuária. O voo das 23 horas aconteceu normalmente, quando o sistema foi ser religado para o voo das 5 horas não funcionou mais. Os técnicos já vieram e às 9 horas d amanhã de hoje o problema já estava resolvido”, explicou Rocha.

Segundo informações extra-oficiais recebidas, cerca de 40 passageiros tiveram que se deslocar à Campo Grande para conseguir viajar.

O próximo voo existente em Dourados tem horário de partida marcado para as 23 horas e, segundo a administração do aeroporto, está confirmado. Entretanto, até o momento a Companhia Trip não foi comunicada do concerto da aparelhagem.

Raio mata vereador e mais dois em Bannach

Fonte: Diário do Pará

A população do pequeno município de Bannach, sul do Pará, está em estado de comoção com a morte de três pessoas, ocorrida na noite da última quarta-feira, provocada pela queda de um raio. O acidente ocorreu na colônia Riozinho I, a 80 quilômetros da sede do município. Entre as vítimas, o vereador de Bannach, Alderi Borges de Freitas (PR), de 48 anos. Ivan Queiroz Júnior (36), cunhado do vereador Alderi, e Sinésio Pereira da Silva (38 anos), funcionário de Alderi, que também foram atingidos. Os três morreram na hora e os corpos ficaram carbonizados. Uma quarta pessoa, Wilton Pereira de Souza (32), também foi atingida pelo raio. Ele foi levado para o hospital do município e passa bem.

Segundo testemunhas, não houve tempo para socorrer as vítimas, pois foi tudo muito rápido. “Eles morreram na hora, os corpos ficaram irreconhecíveis e suas roupas também foram queimadas”, disse o parente de uma das vítimas, que preferiu não ser identificado. As vítimas estavam trabalhando na construção de uma casa, no meio da fazenda, quando foram atingidas. Chovia forte na região.

O velório aconteceu na manhã de ontem. O enterro estava marcado para o final da tarde, mas foi antecipado para as 10h devido ao estado dos corpos. A Prefeitura Municipal de Bannach decretou luto oficial por uma semana.

AS VÍTIMAS

O vereador Alderi Borges de Freitas (PR), 48 anos, era vereador já por dois mandatos. Era casado e deixou dois filhos, de 24 e 20 anos.

Ivan Queiroz Junior foi candidato a vice-prefeito nas últimas eleições. Ele era casado e tinha dois filhos, de 7 e 1 ano de idade. Sinésio Pereira da Silva era funcionário da fazenda de Ivan.

Raios causam duas mortes em Goiânia (GO) .

Fonte: OpiniãoWeb.com

Duas pessoas morreram na cidade de Goiânia após serem atingidas por raios durante a forte chuva que caiu na região, na noite de quinta-feira (13). Uma terceira ficou ferida, esteve internada no Hospital de Urgência de Goiânia, mas já foi liberada, segundo a Defesa Civil do Estado.

As vítimas foram os jovens Arli Lopes Ananias, 26, e Wagner Caetano de Almeida, 18. Eles praticavam exercícios próximos a aparelhos de ginástica de uma praça na rua Juazeiro do Norte, no Parque Amazônia, na periferia da capital goiana, por volta das 19h30.

De acordo com os bombeiros, as vítimas tiveram parada cardíaca, causada por descarga elétrica. O terceiro jovem, Daniel Rosa Rezende, 22, também foi atingido pelo raio, mas passa bem e teve alta do hospital.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Pedreiro morre atingido por raio em Goiânia

Fonte: O Globo

GOIÂNIA - Um pedreiro de 33 anos morreu atingido por um raio na tarde desta quinta-feira em Goiânia. Marcos Antônio Gomes Sobrinho estava trabalhando no telhado de uma casa na Cidade Jardim, por volta de 16 horas, quando foi atingido pela descarga elétrica. O pedreiro foi arremessado e caiu de uma altura de três metros. De acordo com a polícia, em toda a quadra há para-raios, o que não foi suficiente para evitar a tragédia.

O coronel do Corpo de Bombeiros Múcio Ferreira acredita que os para-raios da região não evitaram a morte do pedreiro porque ele estava em um ponto mais alto do que alcançava o equipamento. O para-raios tem uma área específica de cobertura, mas independentemente disso, o raio sempre procura o lugar mais alto.

sábado, 20 de novembro de 2010

Raio mata lavrador em Campos

Do R7, com Rede Record | 19/11/2010

Homem ia amarrar o cavalo quando foi atingido

Um jovem morreu ao ser atingido por um raio na localidade de Babosa, na Baixada Campista, no norte fluminense. Na noite desta quinta-feira (18) uma tempestade atingiu a região norte do Estado, deixando vários pontos de destruição.

Em Campos, Leonardo Silva dos Santos, de 18 anos, foi fulminado por uma descarga elétrica quando foi no campo prender o cavalo da família que estava solto. Especialistas acreditam que o raio foi atraído pela marreta que ele usou para prender uma estaca no chão, onde ataria o cavalo.

Em Macaé as ruas ficaram alagadas e vários outdoors foram destruídos. O teto da concessionária da Citroen, no bairro de Novo Cavaleiros, desabou e todas as vidraças quebraram. A defesa civil isolou a área.

Raio atinge casa e torra aparelhos

Fonte: A Notícia: Joinville

Todas as tomadas também ficaram destruídas e houve princípio de incêndio

Se depender da diarista Ivonete Rodrigues e da dona da casa, Lourdes Corsani, nenhum eletrodoméstico será ligado em dia de chuva. Ontem, elas levaram um susto depois que um raio atingiu a rede elétrica e queimou todas as tomadas da casa. A TV do quarto pegou fogo. O microondas chegou a abrir a porta. Por sorte, ninguém se feriu.

O incidente aconteceu perto das 10 horas numa casa em Pirabeiraba. Ivonete estava preparando o almoço enquanto Lourdes passava roupa. “Começou a trovoada e eu perguntei se ela continuaria passando roupa. Ela disse que não”, diz a diarista. Assim que Lourdes desligou o ferro da tomada veio o estouro.

“Parecia uma bomba. Foi horrível. Não sei se vou me recuperar tão cedo”, conta Lourdes. As paredes ficaram pretas nos pontos onde havia tomadas. “Peguei uma manta para apagar o fogo”, conta Lourdes.

A fiação da residência terá de ser trocada. “Só vamos saber se os outros eletrodomésticos queimaram depois de ligarmos a energia”, lamenta Ivonete. Ainda de manhã, a Celesc esteve no local para arrumar a parte elétrica do lado de fora.

sábado, 13 de novembro de 2010

Trabalhador rural morre atingido por raio no interior de SP

Fonte: Portal Terra

Um homem que trabalhava em uma usina na cidade de Tarumã, no centro-oeste de São Paulo, morreu após ter sido atingido por um raio, durante uma forte chuva registrada na terça-feira.

De acordo com a Polícia Civil, Cícero Lourenço da Silva, 49 anos, chegou a ser socorrido, mas morreu antes de chegar ao pronto-socorro. Ele portava um facão e não se protegeu do temporal.

Raio no Clube Operário

Fonte: Jornalismo Digital - Porto União-SC.

Descarga elétrica destrói parte do prédio do Clube Operário e arremessa concreto sobre a calçada


O temporal da última quinta-feira, 4, provocou estragos em diversos aparelhos eletrodomésticos dos moradores da região. Por volta das 14h10, quem passava pela rua Dom Pedro II, no centro de União da Vitória, levou um grande susto. Um raio atingiu o Clube Operário, destruiu parte do topo do prédio e arremessou pedaços de concreto na calçada. Vários carros estavam estacionados ao lado da calçada, mas ninguém ficou ferido.

Apesar dos prédios ao lado serem mais altos e possuírem pára-raios, a descarga elétrica acertou em cheio o antigo prédio do Clube. De acordo com o Gerente do Departamento da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) de União da Vitória, Jackson Roberto Ayres, a estrutura física do prédio pode estar condenada devido ao efeito térmico do raio. "Uma descarga atmosférica de alta intensidade pode condenar todas as armaduras, as ferragens que existem no prédio", disse Ayres.

Susto

Durante o forte temporal, Sérgio dos Santos dirigia seu carro, quando resolveu estacionar na frente do Clube Operário se deparou com o susto de outro motorista no local. "Havia tirado meu carro desse lugar minutos antes. Quando voltei, outro motorista me contou que desceu um raio no canto do Clube Operário, destruindo parte da estrutura do prédio e arremessando tijolos na calçada", relatou Santos.

Raio percorre o prédio antes da explosão

A empregada doméstica, Rute de Fátima, trabalhava na cozinha do Clube, na hora em que o raio caiu. De acordo com ela, a descarga elétrica chegou a percorrer a cozinha do Operário, que fica ao lado do prédio atingido. "Estava parada na cozinha quando vi o risco (de luz) entrar pela janela, ir até o balcão do nosso bar e voltar para cozinha. Aí ele sumiu e foi quando deu o estouro (trovoada) lá na frente", falou Fátima.

Segundo Ayres, quando um raio cai, o que as pessoas vêem primeiro é um clarão, depois vêem a descarga elétrica e depois ouvem o som do impacto. "Se ela viu primeiro o relâmpago e depois escutou o estrondo do raio, é bem factível", explicou Ayres.

Na hora do raio, Angela Kmita, que mora nos fundos do prédio, conta que todos os aparelhos da casa que estavam ligados na tomada foram queimados. "Queimou a televisão, DVD player, parabólica, antena à cabo, computador e máquina de lavar. No bar (anexo à cozinha do Clube) queimou a parabólica e o aparelhos de som", relatou Kmita.


video

sábado, 6 de novembro de 2010

Adolescente morre e idoso é atingido por raio em Itanhangá

Fonte: Nortão News

Fazendo jus ao seu nome e a fama de ser a cidade dos raios, Itanhangá chora a perda de mais um de seus moradores vítima de descarga elétrica. Um jovem de apenas 15 anos morreu na praça “Leandro Cades”, um ancião escapou por milagre após ser atingido.

Um jovem identificado apenas por L.J., 15 anos estava chegando em sua residência na zona rural de Itanhagá, quando começou a cair um temporal na região. A chuva provocou várias descargas elétricas, o famosos raios. Quando o jovem caminhava próximo a uma casa de madeira e uma cerca de arame farpado que existe ao lado da praça, quando foi atingido. O raio ainda descascou um tronco, arrancou lascas de uma prancha de madeira e jogou L.J. a três metros do local onde estava matando-o na hora.

Um ancião, conhecido como Zé do Cedro, que estava a uma distância de 20 metros da propriedade foi atingido. Só que ele teve mais sorte. Teve apenas convulsões e graças ao pronto atendimento de sua esposa, que chamou socorro foi levado para um hospital da cidade e passa bem.

Moradores do município dizem que estão com medo de morar na cidade e muitas já pensam em procurar outros locais para se estabelecerem. É que Itanhagá é conhecida com a cidade dos raios. Seu nome, na língua Tupi Guarani significa “Pedra de Fogo”, o que lembra a constância do fenomeno

Em 2006, o enteado do então vereador Zilmar de Albuquerque, Leandro Cades morreu com uma descarga elétrica enquanto jogava futebol. O lugar onde ocorreu foi criado uma praça, nomeada “Praça Leandro Cades”.

RAIO MATA HOMEM E CAVALO NO INTERIOR DE JI-PARANÁ EM RONDÔNIA

Fonte: PM/Ji-Pr - Autor e fotos: C/R - D/A



Um raio matou na tarde desta quinta-feira o sitiante Raimundo Rocha Filho (56 anos) quando o mesmo estava em seu cavalo na área de propriedade de um irmão. A tragédia aconteceu no km-8, lote-33 da linha-207 área rural de Ji-Paraná, próximo das 13h30.

De acordo com as informações colhidas pela guarnição comandada pelo PM Leite, Raimundo Rocha era casado, pai de três filhos e residia com a família no bairro, Jardim dos Migrantes, primeiro distrito de Ji-Paraná, mas passava a semana em um pequeno sítio na linha 207 onde ao lado é situada a propriedade de um irmão.

Moradores da região disseram aos policiais terem ouvidos um forte barulho, parecido com raio não suspeitando de nada. Próximo das 13h30 crianças que estava brincando nas proximidades do sitio acabaram encontrando o corpo de Raimundo Rocha caído com fortes marcas de queimaduras e ao lado o cavalo que o mesmo estava no momento em que foi atingido pelo radio.

O fato primeiro foi informado ao Corpo de Bombeiros, mas como se tratava de acidente com morte o fato foi comunicado a Polícia Militar, que por sua vez, acionou a Polícia Técnica. Após o trabalho do perito, Antônio Marco o corpo foi liberado para a funerária de plantão e familiares para providenciar o serviço fúnebre. O fato foi registrado na 1ª delegacia de Polícia Civil.


Clima via Satélite